diem criptomoeda - coinrc.com

From Wikinews, the free news source you can write!
Jump to navigation Jump to search

2024-05-26

Popular crypto exchanges(2023 Update) 2024-05-26
Image: coinrc.com

Por outro lado, se os touros empurrarem o preço acima da zona de resistência superior, isso sinalizará que a correção pode ter acabado. O par então poderia tentar uma alta para US$ 0,21, onde os ursos podem representar um desafio substancial. A aquisição não apenas amplia as ofertas de Júpiter, como também marca o lançamento da Jupiter Mobile Initiative, um novo aplicativo móvel que permite a negociação de qualquer token sem cobranças de taxas. Este movimento pretende tornar a negociação mais conveniente e econômica, reforçando a posição de Júpiter como líder em negociações DEX em Solana. diem criptomoedaLeia também:   A Crescente Influência da Criptomoeda nas Eleições dos EUA: CoindeskDebates surgiram na comunidade com alguns usuários sugerindo que a vítima e o hacker poderiam ser a mesma pessoa, embora essa teoria ainda careça de evidências concretas. A pesquisa também destacou uma tendência crescente entre os investidores institucionais de incorporar criptoativos em suas estratégias de investimento.

Exchange Rankings Crypto
Image: coinrc.com

Leia também: ETF de Bitcoin da BlackRock tem primeiro dia sem entradas líquidas de capitalSatoshi do último halving é vendido por 33 Bitcoins Alô? Anatel vai dar um fim nas chamadas massivas de telemarketing O Que Considerar Para Calcular Lucro De Mineração De Bitcoin?O desenvolvedor do Bored Ape Yacht Club (BAYC), Yuga Labs, deu início a um plano de reestruturação, que fez com que mais funcionários deixassem a empresa de tokens não fungíveis (NFTs).Are you looking for signals & alerts from pro-traders? Sign-up to Invezz Signals™ for FREE. Takes 2 mins. “O único defensor do livre mercado no mundo é bizarramente da Argentina”, diz ex-gestor de George Soros

Melhores plataformas de criptomoedas | Maio de 2024Bitcoin pós-halving: receita dos mineradores cai e riscos de centralização aumentam Os desenvolvedores e fundadores do Harmony são os mais experientes e especializados em operações criptográficas. Stephen Tse a fundou com Rongjian Lan, Nick White e Sahil Dewan, todos ex-engenheiros, pesquisadores e empresários de importantes empresas de tecnologia. 7 Benefícios Das Criptomoedas Para Empresas [LISTA]O lançamento da memecoin, no final de março, foi na época em que a narrativa de gatos era predominente entre as memecoins da Solana. Atualmente, o investidor continua com o montante na memecoin. Contudo, por conta da queda da moeda, agora seu portfólio vale US$ 29 milhões em tokens MEW. O projeto de lei recebeu apoio das principais partes interessadas em cripto. A Grayscale, emissor do ETF de Bitcoin, o descreve como um esforço para obter clareza regulatória. Enquanto Matt Corva, da Consensys, afirma que a regulamentação ajudaria a limpar a bagunça regulatória criada pelas agências federais.

“Há algumas coisas naturais sobre como podemos e vamos trabalhar juntos, mas não é nada que estejamos prontos para anunciar ainda”, disse Blania. Em um movimento estratégico para fortalecer sua posição no mercado de staking de Ethereum, a Lido, principal protocolo de staking líquido de ETH, anunciou uma proposta para criar uma nova arquitetura de restaking centrada no seu token stETH.A proposta foi publicada em 13 de maio pela Steakhouse Financial, uma firma de consultoria financeira especializada em web3.A proposta, que sugere a formação da Lido Alliance, visa promover projetos alinhados com o Ethereum por meio de um “quadro de parceria e endosso.” A aliança focará no desenvolvimento de infraestrutura em torno do token de staking líquido da Lido (LST), stETH.A Steakhouse Financial delineou três tipos de protocolos que a aliança busca promover: novos projetos que oferecem arquitetura de restaking, construção de tokens de restaking (LRTs) e desenvolvimento de serviços de delegação ativa (AVSs).🚀 Buscando a próxima moeda 100x?Confira nossas sugestões de Pre-Sales para investir agoraA criação da Lido Alliance busca identificar e reconhecer projetos que compartilham os mesmos valores e missão, contribuindo positivamente para o ecossistema stETH.“Crescer um ecossistema alinhado ao Ethereum ao redor do stETH ajuda a descentralizar a rede,” afirma a proposta.Caso aprovada, a Lido formará um grupo de trabalho responsável por avaliar membros potenciais, assistir membros existentes e remover aqueles que violem os princípios de alinhamento com Ethereum ou stETH. As operações e a adesão à aliança serão governadas pelos detentores de tokens LDO.Leia também: Tether congela US$ 5,2 milhões em USDT vinculados a golpesLido e restakingA proposta surge em um momento crítico. Afinal, a Lido enfrenta forte concorrência de protocolos de tokens de restaking líquido (LRT) e do EigenLayer pela participação de mercado no staking de Ethereum.O restaking permite que os usuários ganhem rendimentos adicionais sobre as recompensas de staking de Ethereum ao delegar ativos staked para validar AVSs de terceiros implantados no EigenLayer, atualmente o principal protocolo de restaking do Ethereum.Atualmente, o stETH representa 28,7% da oferta de ETH staked, uma queda em relação ao pico de 32,5% em setembro. Apesar disso, a Lido ainda é o maior protocolo DeFi, com um valor total bloqueado (TVL) de US$ 27,4 bilhões. Em seguida vem o EigenLayer com cerca de US$ 14,5 bilhões, segundo a DeFi Llama.Staking de EthereumEm 10 de maio, Hasu, conselheiro estratégico da Lido, também apresentou uma proposta de governança buscando formalizar a posição da Lido em relação ao restaking.A proposta visa afirmar que o stETH deve permanecer um token LST e não migrar para um LRT, estabelecer o stETH como o principal ativo de colateral usado no restaking, e apoiar “serviços de validadores alinhados ao Ethereum.”“O mercado de staking é dominado por efeitos de rede, levando a uma dinâmica onde o vencedor leva a maior parte,” afirmou Hasu. “A Lido deve reagir às mudanças.”Com essa proposta, a Lido almeja consolidar sua liderança e continuar inovando no mercado de staking de Ethereum. Ao mesmo tempo, promove a descentralização e a segurança da rede Ethereum.Leia também: Previsão de Preço Fetch.ai ($FET) para 2024 e 2025Pixels: conheça o game cripto que atingiu 1 milhão de usuários diários ativos Dogecoin: Uma Brincadeira De Internet Que Virou Criptomoeda!Espera-se que o preço dos créditos LBRY (LBC) atinja $0.030111 até 2031.Previsão de Preço APENFT (NFT) - 2023, 2025, 2030

“Não só não vou fazer negócios com a China, como não vou fazer negócios com nenhum comunista” — esta foi uma das frases do então candidato à presidência da Argentina, Javier Milei, durante a campanha eleitoral do ano passado.

“Sou um defensor da liberdade, da paz e da democracia. Os chineses não entram lá”, acrescentou, em entrevista ao jornalista Tucker Carlson, em setembro de 2023.

Quando se tornou presidente, no entanto, Milei tentou contornar a situação e explicar sua posição frente ao gigante asiático.

“Somos liberais. E se as pessoas quiserem continuar a fazer negócios com a China, podem continuar fazendo os mesmos negócios de sempre. O que eu disse é que não vou estar alinhado com os comunistas, e por acaso estou alinhado com os comunistas?”, disse, em outra ocasião, à agência de notícias Bloomberg.

Essa distância entre os países parece ter se materializado na prática: Milei ainda não teve reuniões oficiais com o presidente chinês, Xi Jinping.

Desde 10 de dezembro, início da gestão de Milei, o vínculo entre os países está assim, frio.

Agora, a ministra das Relações Exteriores da Argentina, Diana Mondino, está tentando outras abordagens ao liderar uma viagem internacional, que inclui uma passagem pela China entre os dias 28 e 30 de abril.

No período que antecedeu a viagem, o governo chinês também demonstrou a sua vontade de “descongelar” a relação. O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Wang Wenbin, afirmou que Argentina e China são “parceiros estratégicos abrangentes”.

Mas, enquanto tudo isso acontece, uma informação espalha-se como um incêndio no mundo dos negócios e da geopolítica: a China deixou de ser o segundo parceiro comercial da Argentina em março.

Segundo o último relatório sobre o intercâmbio comercial argentino, divulgado na semana passada pelo Instituto Nacional de Estatísticas e Censos (Indec), esse lugar hoje pertence à União Europeia, enquanto a China é o terceiro.

Leia Mais

Haddad diz que governo vai agir para tornar aviação regional "parte do dia a dia do brasileiro" GM anuncia fechamento de fábricas na Colômbia e no Equador Aneel decide manter bandeira tarifária verde em maio Números e motivos

Março foi o primeiro mês de 2024 em que a China perdeu o segundo lugar entre os parceiros comerciais da Argentina. Isso aconteceu devido a uma queda nas importações e nas exportações. As vendas para a China caíram 24,2% na comparação anual, enquanto as compras contraíram 34,9% no mesmo período.

Mas esse não parece ser um resultado isolado: desde que Javier Milei assumiu a presidência, o comércio entre os países não parou de diminuir. Em janeiro de 2024, as exportações subiram 10,7%, mas o restante das operações apresentou resultados negativos.

“A China tem direcionado suas novas compras para o Brasil, por exemplo, de carnes”, afirma Miguel Ponce, economista e especialista em comércio exterior.

“Tudo isso acontece porque o governo não compreendeu a necessidade de ‘desideologizar’ os nossos laços diplomáticos, para não prejudicar as nossas relações comerciais e econômicas”, acrescenta.

Para Ponce, os novos alinhamentos que Milei estabeleceu com Israel e os Estados Unidos têm relação com a mudança no comércio com a China.

Tendência ou evento específico

Embora seja verdade que março foi o primeiro mês do ano em que a China foi relegada ao terceiro lugar entre os que mais negociam com a Argentina, e que no balanço final de todo o ano de 2023 o país asiático manteve o segundo lugar, vale a pena nos questionar se estamos perante uma mudança de tendência ou se isso se trata apenas de um acontecimento específico.

“É uma tendência que vai se aprofundar, sem dúvida”, afirma Miguel Ponce, que insiste na necessidade de uma relação onde as diferenças ideológicas não sejam um obstáculo.

Neste sentido, vale lembrar que esse fator é importante não apenas do ponto de vista comercial, mas também para resolver algumas pendências que a Argentina tem com a China. Exemplo disso são os próximos vencimentos do swap, empréstimo que surgiu de um acordo entre os bancos centrais dos dois países em 2009.

Para renovar o vínculo comercial, uma reportagem do Itamaraty garante que Mondino viajará com uma “grande delegação de empresários de diversos setores, representantes da oferta exportável”. Além disso, participará de eventos de promoção comercial em Pequim e Xangai, e terá reuniões com investidores.

Com tudo isto, será necessário ver se os últimos gestos de distensão – ou realidade, como a necessidade financeira da troca chinesa – prevalecem sobre os desejos do presidente Milei de não ter relações com países que considera “comunistas”.

Este conteúdo foi criado originalmente em espanhol.

versão original

Entenda o que muda nas compras em sites estrangeiros com reforma tributária


Sister links

Sources

Bookmark-new.svg